20 de março de 2017

Como fazer leite e farinha de côco em casa

Foto 1
Para quem deixa de consumir farinhas de cereais e leite animal, depara-se com um aumento de consumo  de leite vegetal e de farinhas alternativas. Artigos estes nem sempre acessíveis a toda a gente. Mas fazendo em casa, o preço torna-se perfeitamente suportável e com a vantagem de sabermos o que estamos a consumir.
Muitas vezes preciso de farinha de côco e aproveito e faço o leite, ou vice-versa. O leite, e porque mesmo no frio tem uma durabilidade muito curta, congelo-o em saquinhos, em couvettes de gelo ou em forminhas de silicone. Quando preciso do leite, já está pronto a usar em "unidoses". Assim com os mesmos ingredientes, tenho leite de côco e farinha totalmente sem aditivos.

Depois de ver várias receitas pela net, e porque somo sempre, impera a lei-do-menor-esforço, faço da forma como vou descrever. Saliento que tentei fazer com côco fresco, mas ou eu não os sei escolher, ou tenho azar, as 3 vezes que os comprei, das 3 vezes os côcos estavam deteriorados. Então passei a fazer com côco ralado de pacote. É no entanto muito importante verificar os ingredientes. Só deve ter côco. Se tiver extras adicionados, não serve. O objectivo é manter uma alimentação limpa e sem aditivos, certo?

Então vamos a isto...

INGREDIENTES:

300g de côco ralado sem aditivos
1 l de água

PREPARAÇÃO:

No processador, colocar o côco ralado e a água. Programar 8 mins/ vel.1/ temp. 100º. Passado esse tempo, a consistência fica como na foto 2.

Foto 2
Entretanto, prepara-se um passador com um pano para coar e um recipiente para receber o líquido coado. Deita-se a mistura sobre o passador com o pano e deixa-se coar. Quando arrefecer um pouco, de forma a que se 
consiga aguentar o calor nas mãos, agarra-se no pano com a mistura lá 
dentro e aperta-se para que o leite escorra. Convém torcer o mais possível 
para eliminar todo o leite. A consistência depois de espremida, deve ficar 
como na foto 3.

Foto 3
Entretanto, e dependendo das minhas necessidades, separo o leite numa parte que coloco no frio para consumir nos dias seguintes e o restante, congelo. Desta vez congelei assim, directo dentro do saco. Depois de congelado, é só desenformar. (foto 4)

Foto 4

Agora vamos à farinha. Ligamos o forno a 150º e colocamos o côco num tabuleiro bem espalhado (foto 5) e levamos ao forno cerca de 1 hora, tendo o cuidado de ir mexendo e verificando se não queima. O objectivo é secá-lo para lhe retirar toda a gordura.

Foto 5
Depois de bem seco, levamos o côco novamente ao processador, que deve estar limpo e bem seco, para triturar até ficar farinha (foto 6).

Foto 6
Eu deixo arrefecer primeiro no tabuleiro e só depois o coloco num frasco de vidro.

PREPARAÇÃO SEM PROCESSADOR:

Coloca-se o côco com a água ao lume numa panela e deixa-se levantar fervura.
Coloca-se a varinha mágica e tritura-se bem até o côco estar bem reduzido.
O resto do processo é igual ao que está mencionado em cima.

Observação: Não fica um leite com a mesma consistência como o de compra mas cá em casa, é o que se gasta. Espero que gostem :)

7 comentários:

  1. A farinha faz com outro coco ou com o que sobrou de fazer o leite?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pati. Faço com o côco que escorri do leite.

      Eliminar
  2. Anónimo7/4/17

    É feito na Bimby?
    Para quem não tem Bimby.. como é feito o leite de côco?
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)
      Também dá para fazer num tacho normal. Leva o côco ao lume com a água e em lume brando, deixa chegar à fervura e apaga. Depois tritura com a varinha da sopa.
      Depois de passar pelo processo de secagem no forno, pode triturar na 1, 2, 3 ou no moinho do café.
      Espero ter ajudado :)

      Eliminar
    2. Anónimo7/4/17

      Ajudou sim :)
      Obrigada

      Eliminar
  3. Bom dia. Essa farinha dura quanto tempo depois de feita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Sofia ☺ desde q esteja bem seca e fria, a minha aguenta umas boas semanas (5/6).

      Eliminar